30/05/2015

Castelo Sant'Ângelo em Roma


Atravessando o rio Tevere (Tibre) pela ponte de Sant'Ângelo, que foi construída em 130 d.C., juntamente com o mausoléu de Adriano, vemos o que hoje é o Castelo Sant'Ângelo.
Os anjos  ficam aos pares em cada lado da ponte, e curiosamente um deles parece segurar um pau de selfie.


 O Mausoléu de Adriano

O castelo foi construído pelo Imperador Adriano para ser o seu túmulo, e recebeu os restos mortais da família rel até a época de Caracalla (217 d.C.).
O mausoléu era bem diferente do que está hoje.
Na maquete abaixo, dá pra ter uma ideia, embora a foto não tenha ficado boa por causa do vidro.


Todo o teto era coberto com uma camada verde de grama e de árvores, e em cima da construção central, havia uma estátua enorme em bronze de Adriano em uma viga com cavalos.

A Fortaleza

Mais tarde o castelo foi transformado em uma fortaleza.
Para que um mausoléu seja transformado em fortaleza, logicamente que muitas alterações se fazem necessárias. 
Acrescentaram muralhas para proteção.
Me parece, observando a maquete do mausoléu, que as muralhas foram construídas contornando a base quadrada já existente.
São muralhas altas, e como em todas as fortalezas daquela época, apresentam um formato característico que permitia esconder soldados e ao mesmo tempo dar a estes mesmos soldados acesso a visão geral da muralha.


As muralhas circundam todo o castelo, unindo as quatro torres.
É possível dar a volta completa no castelo andando pela parte de cima das muralhas, e dá pra ver boa parte da cidade lá de cima.
As torres de vigia eram importantes para que qualquer ataque inimigo fosse avistado em tempo de fechar portões e preparar rapidamente uma defesa.
As muralhas são enormes, e em cada espaço podia ficar um arqueiro, e até canhões, caso fosse necessário.
Dá pra imaginar centenas de arqueiros se posicionando rapidamente nos espaços e preparando-se para defender o castelo.
Há alguns canhões no pátio interno, e eu imagino que eles foram usados nessa parte de cima das muralhas, para que seu alcance fosse maior.


Também há alguns buracos por onde se poderia jogar óleo quente em quem tentasse escalar a muralha do castelo.
Não consigo imaginar como alguém poderia escalar uma parede tão reta, nem sei se poderiam existir escadas tão altas... mas imagino que estes buracos fiquem em cima dos portões do castelo. Faria sentido jogar óleo quente em alguém que tentasse arrombar os fortes portões.


As portas eram muito fortes e pesadas, de ferro, e nela se abriam portas menores, provavelmente para o uso no dia a dia.
As portas são enormes, não só grandes, mas grossas, e para reforçar ainda mais, enormes barras de ferro eram usadas como trancas, atrás das portas.
No pátio interno também dá pra ver uma catapulta e as bolas de ferro que eram lançadas por ela.
Eu acredito que essa catapulta também era usada na parte de cima da muralha, para que tivesse maior efetividade.


Ainda podem ser vistos no castelo armas e capacetes usados naquela época.
Hoje existem para-raios e algumas parte da muralha foram "erguidas" para deixar mais segura para os visitantes.
Também existem quadros da época expostos no castelo.
Nessa época, também existia no castelo Sant'Ângelo um apartamento para alojar o Papa e manter sua segurança em tempos de guerra.

O Milagre do Anjo

Em 29 de agosto de 590, Roma sofria de uma epidemia de peste, e o Papa Gregorio I Magno organizou uma procissão para invocar a misericórdia divina.
A procissão saiu da frente da tumba do apóstolo Pedro e praticamente toda a cidade estava presente.
Quando a procissão passou pelo mausoléu de Adriano (hoje Castelo Sant'Ângelo), a multidão viu um anjo pairando sobre o mausoléu, com uma espada flamejante nas mãos.
Neste dia a peste acabou.
Por este motivo até hoje se chama Castelo Sant'Ângelo, e foi colocada uma estátua de mais de 3 metros de altura  no topo do castelo para recordar este milagre.


Acima a foto da estátua feita em homenagem ao anjo que salvou a cidade da epidemia de peste.
Um pouco abaixo fica o mirante de onde se tem uma linda vista da cidade.
Mais sobre a Itália

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente, dê sua opinião !