Hospedando em Montmartre | Paris

O bairro de Montmartre, estende-se sobre uma colina com a Igreja do Sacre Couer no topo onde existe um mirante com belas vistas para a cidade. Este bairro é feito de ruas estreitas e bastante íngremes ou com muitas subidas e descidas, nem sempre de traçado excessivamente ortogonal e grandioso como muitas ruas de Paris.
O bairro é pitoresco e no local existem inúmeros bistrôs e brasseries (uma espécie de padaria) espalhadas pelas ruas. Existem muitas feiras, pequenas lojas e artistas e pintores de rua, geralmente próximos à Igreja do Sacre Couer. Neste bairro moraram Picasso e Matisse no início de suas carreiras, e no mesmo baixo situa-se o também mais que centenário Moulin Rouge, que era muito frequentado pelo pintor Toulouse Lautrec. No local foi também rodado o famoso e super cultuado filme "O Fabuloso Destino de Amelie Poulin".
Com estas referências pode-se deduzir que é um bairro diferente da Paris monumental e neoclássica, possuindo um ar mais local.
O bairro fica no 18º arrodissement de Paris, entre as muralhas. Para ter uma visão melhor da situação de Montmartre em Paris, se quizer veja este post, onde falo sobre arrondissemnts, bairros, muralhas e onde ficar em Paris.
Mirante da Igreja do Sacré Coeur em Montmartre com belas vistas do bairro e da cidade de Paris

Onde ficar em Montmartre

Mas para ficar em Montmartre e ter uma experiência agradável é bom saber de algumas coisas.
Em minha opinião, a melhor área para ficar é perto da estação do Metrô Abbessess, que situa-se na Rue des Abbessess, mais precisamente na Praça ou Place des Abbesses. A entrada da estação do Metrô Abbesses por si só já é uma obra de arte ao estilo Art Noveau do início do século 20 e final do século 19, que por sinal se tornaram um dos ícones de Paris.

Onde não ficar em Montmartre?

Não existe áreas exatamente ruins por lá, mas existem áreas também menos bonitas ou estranhas para alguns enfoques. Em minha opinião deve-se evitar o sopé do morro, ou ficar na Avenida ou Boulevard de Clichy. É nesta avenida, próximo à estação Blanche do Metro que fica o Moulin Rouge que oferece um show fantástico que recomendo, mas é nesta avenida que existem também muitas lojas tipo sexy shops o que pode incomodar alguns ou atrair personagens estranhos.
Para os lados da Gare do Nord, o bairro se torna mais popular e com mais influência de imigrantes, o que pode de certa forma dar uma visão diferente da Paris mais tradicional ou "almejada" para ver.
Acima a Igreja do Sacre Coeur no topo da colina de Montmartre, de onde se tem uma esplendida vista de Paris. As ruas do bairro são estreitas, íngremes e algumas sinuosas, conferindo um aspecto acolhedor e pitoresco.

Vantagens e desvantagens de se hospedar em Montmartre

Como vantagens ficar em um bairro em escala humana, diferente da Paris monumental e neoclássica. Em Montmartre, pelos nas melhores áreas que citei, os cenários são bonitos e pitorescos, embora em determinadas horas possamos ver hordas de turistas perambulando pelo bairro.
No local existem muitos bistrôs para quem gosta deste tipo de bar-restaurante, e muito comércio pequeno e variado. Para quem chega de trem pela Gare du Nord é muito próximo. Quando voltei de Londres pelo Eurostar, que chega na Gare du Nord, peguei um táxi e a corrida até um pouco acima da Praça Abbesses não chegou à 11 Euros.
Os hotéis na área não são grandiosos, e portanto mais em conta e geralmente bons.
As ruas de Montmartre são estreitas e algumas bem sinuosas. Comercio com lojas pequenas de variadades um pouco incomuns para as grandes cidades e muitos restaurantes e bistros. No sopé do morro, o Moulin Rouge, no Bolulevard de Clichy 
A única desvantagem que vejo, seria no caso de visitar Paris pela primeira vez, quando então eu acho que o melhor local é no primeiro arrondissement ou perto da Ile de La Cité ou Ilha da Cidade, local de fundação da cidade e onde se encontram monumentos arquitetônicos históricos construídos ao longo de séculos, como a Catedral de Notre Dame.

Comentários