Lido Veneza

Para quem quer conhecer um pouquinho melhor Veneza, ou pelo menos ter uma visão mais ampla da cidade e das ilhas que a compõem, penso que, além da ilha principal, no mínimo devemos visitar outras duas ilhas, Lido e também Murano.
O ideal é se hospedar na ilha principal de Veneza e perambular bastante por lá. E depois em um segundo dia você pode visitar o Lido na parte da manhã e Murano na parte da tarde.
Foi isto o que fizemos no dia 1 de Maio de 2015. Acordamos cedo, tomamos nosso café da manhã no hotel em que estávamos hospedados, na região de Veneza chamada Cannaregio, um local bom e movimentado próximo à Stazione Ferroviaria que por sua vez fica perto da ponte DegliScalzi. Em frente à Stazione Ferroviaria existe estação de Vaporetos que seguem pelo Canal Grande, e que, através de conexões nos levam às outras ilhas.
Foi nesta estação, em frente à Stazione Ferroviaria que pegamos uma barca que seguia pelo Grande Canal até a parada onde pegaríamos outro Vaporetto para nos levar ao Lido.
Estação de vaporetto em Veneza e interior do barco
Estação de vaporetto em Veneza e interior do barco
Nas fotos acima, uma estação de vaporetto vista de cima da ponte DegliScalzi, sendo que do lado direito do canal vemos um igreja neoclássica e do lado esquerdo vemos a Estação Ferroviária de Veneza. Na imagem acima do canto inferior esquerdo, vemos uma ilha de Veneza com imenso parque arborizado  no trajeto para o Lido. E na foto do canto inferior direito o interior do Vaporetto ou ônibus aquático, transporte popular de Veneza.

Porque ir ao Lido | Praia e Referências Culturais

A ilha é uma estreita faixa de terra que praticamente separa o golfo de Veneza do Mar Adriático. É um balneário turístico para visitar principalmente no verão se você quiser experimentar pegar uma praia em Veneza. No inverno nem pensar, e na Primavera e Outono existem dias com muito vento e temperatura não muito alta, quando você vai andar de paletó. Estive lá no final de Abril, andamos até a beira do mar, vimos um mar de águas calmas onde se pode ver até peixinhos. Mas praia para nós nem pensar. E também não vimos ninguém se banhando, exceto alguns que arregaçavam as calças e molhavam apenas os pés.
Lá você verá inúmeras casinhas de madeira onde cada banhista aluga para trocar-se, além de áreas demarcadas, cada uma com seu guarda. São as praias ao estilo europeu, super organizadas, o que para nós parece fazer perder um pouco a espontaneidade e informalidade.
Lido Veneza
Lido Veneza | Praia ao final da Gran Viale Santa Maria Elisabetta.
Então, além do motivo de ver o Mar Adriático e um praia em Veneza, existe também as referências culturais.
Este balneário já foi mais famoso do que é nos dias de hoje, principalmente na primeira metade do século 20. Thomas Mann, famoso escritor alemão, costuma passar os verões no Lido. Seu famoso romance Morte em Veneza que se tornou filme dirigido por Luchino Visconti, tem como cenário o Grand Hotel Des Bains que foi o mais famoso hotel do Lido. Tanto o romance como o filme tiveram cenas ambientadas neste hotel onde ele costumava se hospedar. Neste hotel inúmeras personalidades famosas da esfera artística e intelectual costumava passar os verões nas primeiras décadas do século 20. O Grand Hotel Des Bains não é mais um hotel propriamente dito, foi reformado e restaurado para tornar-se um condomínio residencial de alto padrão, administrado por empresas que cuidam de apart-hoteis.
Gran Viale Santa Maria Elisabetta no Lido di Venezia
Gran Viale Santa Maria Elisabetta no Lido di Venezia
É no Lido onde acontece o Festival de Cinema de Veneza, na verdade um festival cinematográfico que é parte da Bienal de Veneza, uma exposição de arte. Este festival ainda é famoso nos dias de hoje, e muitos astros e estrelas contemporâneos passam por lá durante a premiação.

Chegando lá | Como andar e como é a aparência do Lido

Chegamos de barco vaporetto aportando no lado da ilha voltado para o Golfo de Veneza e lá descemos em uma estação renovada. Logo em frente, vemos alguns hotéis de porte médio e a rua principal da ilha, a Gran Viale Santa Maria Elisabetta. Fomos caminhando por esta rua ou avenida principal até o outro lado da ilha, onde existe a longa faixa de praia para banho, voltada para o Adriático. Veja o mapa do Lido mais abaixo.
Estação de barcas ou Vaporettos | Lido em frente ao embarcadouro
Estação de barcas ou Vaporettos | Lido em frente ao embarcadouro
A ilha é praticamente plana, com ruas largas ou de larguras comuns ao urbanismo mais moderno. Na verdade, canais somente existem em alguns locais da ilha. A predominância é de loteamentos com grandes sobrados e palacetes da primeira metade do século 20, casarões de classe média ou alta, e alguns condomínios residências, ou seja prédios de apartamentos de poucos andares, de aparência horizontalizada. O desenho urbano foi aparentemente traçado no século 20 e a arquitetura das construções também remete à primeira metade dos século 20. Em meio as antigas construções, vemos diferentes estilos, do modernismo às tendências contemporâneas.
A Gran Viale Santa Maria Elisabetta, rua principal é arborizada, possui calçadas largas, e tem segundo dizem uns 700 metros de extensão ou sete quarteirões comuns. Nesta vemos belos hotéis, casarões imponentes, lojas, bares e restaurantes, alguns com caramanchões de flores muito bonitos.
Pode-se ir de um lado ao outro da ilha tranquilamente à pé.
Lido | Gran Viale Santa Maria Elisabetta
Lido | Gran Viale Santa Maria Elisabetta
Quando voce chega do outro lado vera uma moderna estrutura metálica onde existe um pequeno shopping center, restaurante, sorveteria, um ponto alto que pode-se chamar de observatório ou mirante para ver a praia, e passando por estas construções chega-se à praia.
Se você estiver com muito tempo, e quiser conhecer a ilha até cada uma de suas extremidades, então o melhor seria pegar um ônibus para alcançar os pontos mais longínquos ou então conseguir uma bicicleta. Sendo a ilha plana, é ideal para pedalar.

As partes do Lido e o mapa da ilha

O Lido possui cerca de 20.000 habitantes sendo uma pequena cidade de alto padrão de moradia. Possui três localidades ao longo da estreita faixa de terra que forma a ilha.
Lido: A extremidade norte é a mais famosa e conhecida, sendo a que visitei, ou o próprio Lido. Nesta parte fica a Gran Viale Santa Maria Elisabetta, o Planetário de Veneza, o edíficio do antigo Grand Hotel des Bains, o Cassino de Veneza, o Grand Hotel Excelsior e o Palácio do Festival de Cinema de Veneza. No extremo norte existe um aeroporto com campo de pouso de grama, para aviões menores.
Mapa da principal parte do Lido di Venezia chamada Lido
Acima mapa da principal parte do Lido di Venezia chamada Lido.
Malamocco: Fica no centro da ilha e segundo relatos lá existiu o primeiro povoado do local, além de ter sido lugar de residência do Doge de Veneza.
Alberoni: É a parte ou ponta sul da ilha, onde existe o Forte San Nicolo e um campo de golfe.
Mapa da ilha Lido di Venezia
Mapa da ilha Lido di Venezia
Clique aqui para ver o mapa do Lido Di Venezia em tamanho bem grande e bem detalhado.

Veja mais sobre a Itália

Comentários